Dicas para sair do sedentarismo

Todos nós já conhecemos os benefícios que a prática regular de atividade física proporciona: Ela garante mais qualidade de vida, pois fortalece os músculos, ajuda a manter o peso, queimar calorias e é um excelente auxiliar no tratamento de doenças. Além disso, adeptos do exercício físico regular são mais preparadas até mesmo para outras atividades mais prazerosas como sair para dançar ou viajar. Desta forma, citamos algumas dicas que irão te ajudar a mudar de vida e sair do sedentarismo através de atividades que vão te trazer prazer e melhoria de vida.

Comece aos poucos

Inicialmente é indispensável consultar um médico para avaliar a sua saúde: verificar a sua faixa etária, o seu histórico de exercícios físicos anteriores, a presença de doenças articulares ou doenças associadas, suas motivações e preferências.

Os sedentários devem começar a se exercitar aos poucos, respeitando os limites do seu corpo e evitando lesões e desistência por conta da exigência própria das atividades.

 Encontre atividades que te estimulem

É normal algumas pessoas começarem com musculação ou corrida, tanto pela praticidade quanto pela própria difusão dessas atividades. Não há nenhum problema com tais atividades. A questão aqui é que muitas dessas pessoas descobrem que não gostam desses exercícios e por isso desistem logo no início. O ideal aqui é descobrir com qual esporte ou atividade física você se identifica. Se você ainda tem dúvida, experimente diferentes modalidades até achar aquela que se identifica. O importante é não ficar parado.

Varie as modalidades

Isso mesmo! Se você não quer ir à musculação hoje, vá caminhar ou alongar ao ar livre. Procure sempre fazer algum exercício naquele dia programado, assim você evita a desistência. Na academia, se possível, faça um pacote com exercícios variados, como um dia de musculação e outro de dança ou atividade aeróbica. O importante é manter a disciplina e a constância para evitar a desistência.

Planeje e estabeleça metas

Comece planejando seus exercícios até criar um hábito. No início, planeje duas vezes por semana, o mínimo recomendado, e depois vá aumentando. É normal que surjam imprevistos e você precise faltar, mas não permita desanimar por esse motivo. O planejamento te ajuda a estabelecer metas a serem atingidas reforçando esse comportamento até que ele se torne parte da sua rotina.

Tenha objetivos

Além do planejamento e do estabelecimento de metas é interessante ter objetivos a serem conquistados. Isso é um ponto motivador para você continuar a fazer os exercícios. Porém, só defina metas alcançáveis. Não adianta colocar uma meta irreal, pois se você não atingir o objetivo, ficará desestimulado. Portanto, ao iniciar uma atividade física defina metas e objetivos em curto prazo (dias ou semanas) para mais à frente definir as de médio (meses) e longo prazo (anos).

Texto selecionado e revisado por geriatra e gerontólogo.

Baixe e compartilhe com seus familiares e amigos.


Quer mais conteúdo como este? Baixe agora mesmo o App Vida Longa!